Gamification: o canivete suíço da motivação

Sendo a motivação vital para qualquer negócio – uma força de trabalho motivada é uma força de trabalho produtiva, que irá ajudar a alcançar os objetivos da empresa – a motivação dos colaboradores deve ser, assim, um dos objetivos principais de uma organização.

A gamification promete fomentar a motivação e o envolvimento das pessoas nas mais quotidianas tarefas e incentivá-las a adotar comportamentos que à partida não teriam.
Recapitulemos então como é que isso acontece:

 

  • A gamification é o uso de mecânicas, dinâmicas e psicologia de jogo em contextos que não os de um jogo.

 

  • As mecânicas de jogo são os agentes, objetos, elementos e as suas relações dentro do mesmo, definindo-o como um sistema sujeito a regras. Têm um input, um processo e, consequentemente, um set de outputs que provocam diferentes respostas ou reações no jogador, isto é, dão origem às chamadas dinâmicas de jogo.

 

  • As dinâmicas de jogo são os processos e os comportamentos emergentes quando se joga um jogo. São o resultado do uso das mecânicas, da interação do jogador com as regras e com os restantes elementos. A recompensa, o achievement, as táticas adotadas, a pressão de tempo, são exemplos de dinâmicas de jogo que advêm destas interações com as mecânicas.

 

  • A psicologia do jogo refere-se às respostas emocionais que as várias dinâmicas despoletam em nós quando jogamos, e as estratégias motivacionais envolvidas no despoletar dessas respostas. Um sistema de pontos providencia-nos não só feedback relativo às nossas ações, mas também despoleta um sentido de progressão em direção à mestria, de realização progressiva.

 

Ou seja, numa estratégia de gamification bem modelada são exploradas soluções inovadoras para problemas do dia-a-dia, através de uma conjunção das mecânicas, dinâmicas e a psicologia dos jogos, que melhor podem influenciar o envolvimento dos utilizadores em contextos específicos, estimulando-os a adotar comportamentos que vão de encontro a objetivos bem definidos e mensuráveis…

Torna-se fácil perceber então porque é que atualmente se assiste a uma procura incessante, por parte das organizações, de soluções de motivação e engagement para os seus colaboradores, assentes nos princípios da gamification. É esta promessa inerente à máquina de flow que são os jogos e os benefícios implícitos para o ambiente do local de trabalho e da produtividade dos colaboradores que move esta revolução no engagement a que chamamos gamification.

Sendo a motivação vital para qualquer negócio – uma força de trabalho motivada é uma força de trabalho produtiva, que irá ajudar a alcançar os objetivos da empresa – a motivação dos colaboradores deve ser, assim, um dos objetivos principais de uma organização.

 

Por consequência, tendo a gamification este acesso privilegiado às nossas mais importantes drives motivacionais, é cada vez mais essencial que as organizações conheçam os seus conceitos e saibam escolher as melhores soluções, não só para os seus objetivos de negócio, mas principalmente para as suas pessoas.



Subscrevam o nosso canal Youtube .

Comentários

comentários